Solurb realiza 6ª Campanha Perfurocortante e movimenta Praça Ary Coelho

Solurb realiza 6ª Campanha Perfurocortante e movimenta Praça Ary Coelho
30.10.2018 |

A CG Solurb realizou no último sábado, 18, na Praça Ary Coelho, a 6º edição da Campanha Perfurocortante, que acontece todos os anos com o objetivo de conscientizar a população sobre o descarte correto de resíduos visando a diminuição do número de acidentes provocados aos coletores em função da falta de cuidado no momento de jogar os materiais no lixo.

De acordo com Readir Andrade, coordenador de segurança da Solurb, “a campanha nasceu após constatarmos um alto índice de acidentes com os nossos colaboradores, quando então decidimos promover campanhas visando a conscientizar a população sobre a importância de acondicionar e embalar os resíduos de forma correta”.

No total, são 1300 coletores para atender a população da Capital e por semana dois a três se ferem com objetos como caco de vidro, ponta de faca, espeto, palito de churrasco de madeira e seringas, dentre outros. No evento do sábado, 35 colaboradores da Solurb, de forma voluntária, ensinaram como as pessoas devem acondicionar o lixo.

Segundo Mara Calvis, orientadora ambiental da Solurb, atualmente são 170 pontos de entregas voluntárias em Campo Grande para destinar papel, metal, vidro, plástico, óleo de cozinha e garrafa pet. Material reciclável é recolhido também pelos coletores da empresa.

 Os materiais recolhidos são doados para três cooperativas e uma associação de catadores, que estão na usina de triagem de material reciclável.

“É importante ressaltar que para a incineração do lixo doméstico, ele deve ser separado em resíduo sólido reciclável e não reciclável, pois 70% da cidade é atendida pela coleta seletiva. São eles que vendem, separam, prensam e administram, nós só fazemos a logística”, diz Mara.

Os lixos hospitalares devem ser descartados em postos de saúde, a fim de serem recolhidos e incinerados. Já carcaças de animais mortos, são descartadas pela Solurb. É preciso entrar em contato e esperar, que dentro de 24 horas o animal será recolhido para incineração.

Henrique Santos Souza é assistente de manutenção da Solurb e também esteve na praça para se manifestar. “Já aconteceu muito acidente grave, de cortar pulso, punho, com seringa, teve até coletores nossos que foram infectados com hepatite, porque a população não sabe como descartar, então estamos aí com esse intuito de incentivar a população a aprender como armazenar vidro e seringas”.

No evento de sábado foram distribuídos mais de 3 mil panfletos, cartilhas de Educação Ambiental e propostas brincadeiras educativas voltadas às crianças. Parceiros da área da saúde, como a CEREST, realizaram aferição da pressão arterial e o exame de glicemia da população participante.

Também apoiaram a iniciativa a Gibiteca, Laboratório Sabin e Pax Real. Aconteceu ainda exposição de artesanato com material reciclável, ginástica laboral e outras atividades de entretenimento com a parceria do SESC, bem como a abertura cívica com a execução do hino nacional apresentada pela banda de música da Guarda Municipal. O deputado estadual Rinaldo Modesto também esteve presente.

A mascote da empresa, o Solurbinho, participou do evento caracterizada com faixas de curativos e demais acessórios de vítimas de acidente com material perfurocortante.